Ministrações

OBEDIENCIA

  • 16/11/2017


"Fazendo-lhe, então, veemente advertência, logo o despediu e lhe disse: Olha, não digas nada a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote e oferece pela tua purificação o que Moisés determinou, para servir de testemunho ao povo" (Marcos 1:44,45).

Jesus demonstrou grande compaixão para com o leproso e o tratou como há muito ele não era tratado. Nosso Senhor parou para lhe dar atenção, olhou para ele, respondeu ao seu pedido e o tocou, coisa que, provavelmente, há muito tempo, ninguém fazia.

Após curá-lo, Jesus fez uma veemente advertência: "não digas nada a ninguém; mostra-te ao sacerdote e cumpre a Lei, oferecendo a oferta pela sua purificação".

De acordo com a Lei era o sacerdote que, após examiná-lo, o declararia limpo, isto é, apto para o convívio com as outras pessoas. A apresentação e o sacrifício eram evidência de Jesus veio para cumprir a Lei e não para revogá-la (Mateus 5:17). Além disso, o testemunho atestaria o poder e a autoridade de Jesus.

Não obstante a grande ênfase de Jesus para que o leproso não dissesse nada a ninguém, ele fortemente desobedeceu ao Senhor, não apenas contando o que aconteceu, mas divulgando (propalando) muitas outras coisas. Jesus o tratou com compaixão e o atendeu. Ele respondeu com desobediência.

Há poucas coisas que o Senhor preza mais do que obediência (talvez nenhuma). Ele tem mais prazer na obediência do que no sacrifício (1 Samuel 15:22).

Nosso Pai deixou registrado por Moisés, no livro de Deuteronômio, um capítulo inteiro para declarar as bênçãos decorrentes da obediência e os castigos decorrentes da desobediência (Deuteronômio 28).
"Fazendo-lhe, então, veemente advertência, logo o despediu e lhe disse: Olha, não digas nada a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote e oferece pela tua purificação o que Moisés determinou, para servir de testemunho ao povo" (Marcos 1:44,45).

Jesus demonstrou grande compaixão para com o leproso e o tratou como há muito ele não era tratado. Nosso Senhor parou para lhe dar atenção, olhou para ele, respondeu ao seu pedido e o tocou, coisa que, provavelmente, há muito tempo, ninguém fazia.

Após curá-lo, Jesus fez uma veemente advertência: "não digas nada a ninguém; mostra-te ao sacerdote e cumpre a Lei, oferecendo a oferta pela sua purificação".

De acordo com a Lei era o sacerdote que, após examiná-lo, o declararia limpo, isto é, apto para o convívio com as outras pessoas. A apresentação e o sacrifício eram evidência de Jesus veio para cumprir a Lei e não para revogá-la (Mateus 5:17). Além disso, o testemunho atestaria o poder e a autoridade de Jesus.

Não obstante a grande ênfase de Jesus para que o leproso não dissesse nada a ninguém, ele fortemente desobedeceu ao Senhor, não apenas contando o que aconteceu, mas divulgando (propalando) muitas outras coisas. Jesus o tratou com compaixão e o atendeu. Ele respondeu com desobediência.

Há poucas coisas que o Senhor preza mais do que obediência (talvez nenhuma). Ele tem mais prazer na obediência do que no sacrifício (1 Samuel 15:22).

Nosso Pai deixou registrado por Moisés, no livro de Deuteronômio, um capítulo inteiro para declarar as bênçãos decorrentes da obediência e os castigos decorrentes da desobediência (Deuteronômio 28).

Figurativamente, a lepra tem sido associada ao pecado. Assim como no Antigo Testamento o leproso era considerado imundo e separado do convívio com as pessoas e da comunhão no Templo, o pecado nos torna imundos e nos separa de Deus, nos fazendo odiosos e indignos de entrar em Sua presença.

Jesus, o Cordeiro de Deus que tira a "lepra" do mundo, ouviu nosso clamor, parou para nos atender, nos olhou com compaixão, nos tocou tornou, novamente, puros para o relacionamento com o Pai.

De igual modo, nos fez veemente advertência e nos chamou à obediência (João 15:14). Como o leproso curado, nos recusamos a obedecer. Tratamos sua Palavra como obsoleta e preferimos nos conformar à cultura do nosso tempo, do que sermos um sinal do poder de Deus na terra.

Para satisfazer nossas necessidades espirituais, realizamos sacrifícios, esquecendo que Deus tem mais prazer na obediência do que no sacrifício.
Figurativamente, a lepra tem sido associada ao pecado. Assim como no Antigo Testamento o leproso era considerado imundo e separado do convívio com as pessoas e da comunhão no Templo, o pecado nos torna imundos e nos separa de Deus, nos fazendo odiosos e indignos de entrar em Sua presença.

Jesus, o Cordeiro de Deus que tira a "lepra" do mundo, ouviu nosso clamor, parou para nos atender, nos olhou com compaixão, nos tocou tornou, novamente, puros para o relacionamento com o Pai.

De igual modo, nos fez veemente advertência e nos chamou à obediência (João 15:14). Como o leproso curado, nos recusamos a obedecer. Tratamos sua Palavra como obsoleta e preferimos nos conformar à cultura do nosso tempo, do que sermos um sinal do poder de Deus na terra.

Para satisfazer nossas necessidades espirituais, realizamos sacrifícios, esquecendo que Deus tem mais prazer na obediência do que no sacrifício.


Compartilhe:

Comentários

A IGREJA

A igreja Vida Com Cristo é uma comunidade evangélica (de orientação batista renovada) jovem, dinâmica e profundamente comprometida com a difusão da doutrina e dos valores cristãos conforme constam nas Escrituras Sagradas.

REDES SOCIAIS
Localização

R. Ministro Orozimbo Nonato, 488
B Vila da Serra/Nova Lima